Estabelecimentos comerciais cujas vendas são feitas por meio do atendimento ao público devem ter uma eficaz comunicação visual. Isso começa com uma sinalização interna que inclua elementos capazes de guiar e informar os clientes.

Por meio dela, uma empresa pode indicar promoções, a localização de produtos e serviços, facilitar o acesso e o fluxo de funcionários e clientes e até mesmo criar um ambiente atraente esteticamente.
Para criar uma comunicação visual eficiente, o ideal é contratar uma equipe especializada. Confira algumas dicas que podem ser úteis.

Sinalização interna para os clientes

Imagine alguém em uma loja em que não encontra os produtos que deseja ou não sabe como chegar ao provador por falta de sinalização. Provavelmente, essa pessoa não ficará motivada a voltar para o local e muito menos para indicá-lo a outras pessoas.
Seja em uma loja ou em um restaurante, por exemplo, o ideal é que os clientes possam encontrar facilmente indicações de onde ficam os banheiros, caixas, saídas de segurança e produtos.
No final das contas, tudo isso contribui para que as pessoas tenham boas experiências no local – o que é determinante para que tenham vontade de retornar e até mesmo indicar o negócio para outros possíveis clientes.

Tipos de sinalização interna
Na hora de planejar a sinalização interna de seu estabelecimento, tenha em mente que ela pode ser classificada em três categorias.

  • Sinalização de segurança: placas indicando perigo (como piso molhado, por exemplo), saídas de emergência, extintores de incêndio e interdição de corredores durante uma reposição de estoque. É essencial incluir esses itens no estabelecimento, pois, dessa forma, é possível proteger e alertar as pessoas que circulam pelo local.
  • Sinalização arquitetônica: esse item inclui sinais que têm o objetivo de informar e guiar os clientes. Podem ser utilizadas para indicar preços, além de acessos a locais como banheiros, provadores, elevadores, escadas e caixas.
  • Sinalização promocional: utilizada para divulgar produtos e serviços. Exemplos: placas, displays, banners, cartazes e adesivos podem instigar o olhar do público-alvo e incentivar uma visita ao estabelecimento ou até mesmo uma compra.

Dicas para uma sinalização interna eficiente:
As pessoas geralmente dão uma olhada rápida nas placas. Por isso, escreva poucas palavras e tenha certeza de que os desenhos sejam legíveis, capazes de indicar com clareza e de modo sucinto locais ou informações.
Além disso, é preciso sempre conferir se as placas e outras formas de sinalização estão posicionadas nos locais corretos, de modo a informar e indicar eficazmente. Também procure um equilíbrio: nem placas demais, nem de menos, para não sobrecarregar a visão e desviar a atenção do público.
Mesmo com uma boa sinalização interna, é preciso ter atendentes dentro de um estabelecimento que recebe o público, pessoas aptas a orientar os consumidores. Lembre-se: o bom atendimento é um dos fatores chaves para reter clientes.

Planejando a sinalização interna
Na hora de planejar a sinalização interna de seu estabelecimento, leve em conta as dicas comentadas no texto. Não esqueça que esse recurso é parte da comunicação visual e é essencial para que os clientes se sintam satisfeitos no local.
Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.

Fonte: http://destinonegocio.com/br/empreendedorismo/saiba-por-que-investir-em-sinalizacao-interna-em-seu-estabelecimento/

Solicite um orçamento sem compromisso: contato@gruppow.com.br ou ligue: 21 993026303

Endereço

Rua Barata Ribeiro, 370
Loja 107 - Copacabana
Rio de Janeiro, RJ
(21) 99302-6303

Funcionamento

Segunda-Sexta: 9h às 18h
Sábados: 9h às 14h
Domingos e Feriados: Fechado

Siga-nos!

Inscreva-se