Mesmo em tempos desafiadores, o empreendedorismo seguiu firme na sua trajetória e está ganhando cada vez mais espaço, principalmente por quem decidiu se reinventar e abrir o próprio negócio durante a pandemia.

Então vamos falar um pouco sobre como é abrir e estruturar um bureau de impressão, ramo indispensável para muitas empresas, artistas e para quem está buscando se promover no mercado através de divulgação em materiais impressos.

Está pensando nisso? Então vamos aprender como nesse passo a passo!

O que é um bureau de impressão?

O nome francês “bureau” é muito mais simples do que se imagina: significa “escritório” e pronuncia-se “birô“. Ou, em bom português, gráfica de impressão.

As gráficas se modernizaram muito ao longo dos anos e com a evolução das tecnologias. Desde as máquinas de escrever, passando pelas matriciais, jato de tinta e laser. Já agora, existe uma variedade de tipos de impressão; solvente, sublimática e até através de tecnologia UV!

E toda essa modernização refletiu no aumento de qualidade e velocidade na execução dos materiais, tornando-se um ramo muito amplo para quem busca empreender!

Vamos continuar conversando sobre como abrir uma gráfica

1. Potencial de mercado e localização

Antes de tudo, onde você vai abrir sua gráfica?
O ideal é pensarmos em algum lugar favorável à operação e à manutenção do seu negócio! Ou seja, perto de uma faculdade ou num centro comercial, já que esses locais normalmente precisam de uma gráfica por perto.

Sempre meça o seu portencial a partir do público. Pra isso, pense qual atividade que você vai oferecer: Caso o serviço seja mais rápido e comum, certifique-se de que você está estrategicamente localizado para que haja um bom movimento nas redondezas. Caso esteja oferecendo serviços mais personalizados e diferenciados, você pode ampliar seu raio, mas sempre é importante analisar se há público para o que você vai oferecer.

2. Planeje uma estrutura com cuidado

Lembre-se que seu negócio provavelmente ficará um bom tempo em um mesmo endereço! E, nos casos ideais, abrirá em novas regiões.
Por isso, planeje a estrutura de acordo com seus objetivos, porte desejado e projeções de crescimento!

Qual o tamanho ideal do imóvel?

Se você deseja abrir uma gráfica de serviços mais simples e rápida, um ponto comercial de cerca de 120m2 pode ser suficiente.
Se você está buscando atender editoras ou um volume maior de demandas, busque um pequeno galpão.
Lembre-se de oferecer, além da área de operação das máquinas, um espaço para atendimento de clientes, sala de espera, sanitários e um espaço coffee, se possível. 🙂

3. Contratação!

É claro que para termos nosso próprio negócio, precisaremos de recursos humanos! Por isso, temos que levar em conta nossa demanda, para mensurarmos quanto podemos produzir com qualidade e sem sobrecarga.

Portanto, se você estiver planejando uma gráfica rápida, a proporção pode ser 1 profissional por máquina, 1 para caixa e 1 para atendimento. Além de você mesmo, né?!

Já para gráficas maiores, lidando com comunicação visual, é ideal pensar em:

  • Um profissional capacitado para 1 máquina, podendo lidar com manutenção;
  • Pelo menos uma pessoa para atendimento e vendas;
  • 1 gerente de produção, sabendo como lidar com os diferentes papeis e compras deles;
  • 1 assistente geral
  • E você mesmo!

Agora você sabe o básico sobre como abrir sua gráfica!

Saiba que lhe desejamos sorte nesse novo empreendimento – e que você pode contar com a GruppoW para o que precisar.

Mas e a escolha das máquinas?

Pois é! Para aprender a escolher as máquinas, você pode ler esse outro post aqui:

> Como escolher as máquinas para a sua gráfica?!